Fotocoagulação a laser

O tratamento de doenças de retina com os raios laser é um procedimento que revolucionou a Oftalmologia há algumas décadas. Antes de sua utilização, não havia tratamento efetivo para várias doenças atualmente tratadas com sucesso pelo laser.

O laser é captado na retina, onde causa uma pequena cauterização (queimadura). Isso proporciona uma adesão maior e mais sólida entre a retina e a coróide subjacente.

Ao se realizar o laser as marcas na retina, inicialmente brancacentas se pigmentam e elas adquirem a coloração escura. Assim, o laser é indicado para pessoas que apresentam doenças que afetam os vasos sanguíneos do olho, como ocorre nos diabéticos.

Pacientes que apresentam degenera ções periféricas ou roturas na retina predisponentes ao deslocamento de retina também necessitam desse tratamento.

A tecnologia utilizada no CPO, para fotocoagulação a laser é considerada hoje uma das mais avançadas e mais precisas, que proporciona a menor sensibilidade ao paciente durante o tratamento.

ORIENTAÇÕES

- Não há necessidade de jejum;
- Dilatação da pupila de ambos os olhos, com embaçamento visual duradouro (em média, de 4 a 8 horas de duração);
- Sugerido a presença de acompanhante maior de 18 anos;
- Durante o tratamento é realizado anestesia com colírio, se faz necessário encostar uma lente no olho do paciente seguido da realização do laser, que pode levar a um aumento da sensibilidade ao paciente;
- Não há a necessidade de suspensão de qualquer medicação via oral e/ou colírios.