Cirurgia de Catarata

O único tratamento eficaz para a catarata é a cirurgia. Até hoje não se conhecem quaisquer medidas eficazes para prevenir o surgimento de catarata. Não há medicamentos, colírios, exercícios ou óculos que curem a catarata.

O maior avanço em termos de técnica é a introdução da facoemulsificação. Esta técnica utiliza um aparelho sofisticado chamado facoemulsificador. Este aparelho se baseia no princípio do ultra-som. Trata-se da cirurgia sem pontos, feita por uma pequena abertura no olho de aproximadamente 2,20 mm, na qual a catarata é triturada e aspirada ao mesmo tempo. Após a retirada do cristalino opacificado, é colocada uma lente intra-ocular para compensar o grau do cristalino normal.

A cirurgia de catarata é realizada sob anestesia local e ambulatorialmente, o que permite ao paciente retornar ao seu domicílio logo após o término da cirurgia. O pós-operatório é simples e consiste em tratamento local à base de colírios.

Na grande maioria dos casos, a recuperação da visão ocorre logo nas primeiras 24 horas e o resultado é facilmente percebido.

Avanços nas lentes intra-oculares:

Existem atualmente lentes compostas de materiais flexíveis e dobráveis, que permitem sua colocação através de incisões de 2,20 mm de largura. Tais materiais aumentaram também sua biocompatibilidade, ou seja, têm baixo potencial de provocar reações inflamatórias.

Devemos lembrar que a correção da catarata também vem acompanhada da correção total ou parcial do grau prévio do paciente. O avanço tecnológico das novas lentes intra-oculares multifocais permite com que haja abandono do óculos em definitivo na maioria dos casos.

Evidentemente não se pode generalizar; cada situação cirúrgica deve ser analisada em particular, sendo então indicada a melhor lente para cada caso.